Home
 
Quem Somos
 
Serviços
 
Notícias
 
Vagas Disponíveis
 
Downloads
 
Fale Conosco
Notícias
 
Os Perigos da Manipulação Psicológica
 

 " Há aqueles cuja principal habilidade é fazer girar as rodas de manipulação.  

  É a sua segunda pele e se estas rodas param de girar, eles simplesmente não sabem o que fazer “.

  – C. JoyBell C.

 

Recentemente me percebi em situações distintas de embaraçosa manipulação.    De tudo que eu já vivi e convivi, essas são as que mais me causam asco.

Sim, hoje eu sei que já fui amplamente manipulada em todas as esferas de minha vida - mas quem não foi?   Sempre fui tanto ingênua (e ainda sou), por isso na maioria das vezes custou muito para eu perceber a manipulação.   Demorou para eu entender que nem todas as pessoas me tratam com bondade genuína.   Muitas se aproximam apenas para satisfazer seus interesses, seus desejos e suas necessidades egoístas.   Essas são as pessoas manipuladoras.

Existe boas intenções na manipulação? Não creio!

Manipuladores jogam sujo, fazendo na maioria das vezes o que preciso for para conseguirem o que querem.

Porém, é importante distinguir a influência social saudável da manipulação psicológica.   A influência social saudável ocorre entre a maioriadas pessoas – faz parte do dar e receber das relações construtivas.   Na manipulação psicológica, uma pessoa é usada para o benefício de outra.   O manipulador cria um desequilíbrio de poder e explora a vítima para satisfazer a sua vontade.

Como reconhecer a manipulação psicológica?

Talvez não seja muito difícil, observe alguns comportamentos típicos:

 

1. Doces e Gentis

São carinhosos, simpáticos e corteses.    Alguns dão presentes o tempo todo, ou melhor usam os "presentes" para encantar, manter a fidelidade ou para ter algo em troca.   Outros dão dinheiro, porque em seu íntimo acreditam que podem comprar o afeto.   Tem os que fingem ser o seu melhor ouvinte.   Parecem inocentes.    Fazem favor sem você pedir, tudo isso para fazer você se sentir muito desconfortável em dizer não a eles quando eles desejarem.   

O que fazer?   Diga não assim mesmo.

Cuidado para não generalizar ok?   

Ainda existem as exceções que são pessoas generosas e até altruístas de verdade.   Acontece que estas nunca vão pedir algo em troca, se comportar como se você devesse algo, tão pouco usar você para fins próprios e até sórdidos.

 

2. Pobres Vítimas

Pensa comigo: se existem vítimas é porque por outro lado existem culpados!

A culpa é uma tática usada a séculos por religiões e sistemas governantes opressores, como forma de controle.  Pessoas manipuladoras são hábeis em fazer você se sentir culpado, errado e inadequado, tudo para que você se renda às suas exigências.

Os manipuladores gostam de fazer com que você sinta pena deles.    Sim! Irão se fazer de vítimas para diminuir ou invalidar o que você sente, pensa ou quer, fazendo você duvidar de si, da sua capacidade, ou mesmo da sua autoridade.   Usam do sentimento de culpa para ter controle sobre você e levar você a agir da maneira que eles querem que você aja.

O que fazer?

Não se defenda nem tente explicar nada, pois eles sempre vencerão. Negue a culpa. Informe que não fará nem forçado o que pedem e apenas se se sentir bem e confortável.    Seu comportamento ou decisão nunca deve ser em função do que o outro quer que você faça, mas sim, apenas porque você simplesmente deseja fazer.

Nunca aceite intimidação de forma alguma de quem quer que seja.   Se alguém faz você se sentir mal, acredite a pessoa que é inadequada para você e não o contrário.

 

3. Persuasivos Discos Riscados

Eles persistem questionando e pedindo que você faça algo de novo e de novo e de novo quantas vezes forem necessárias até, conseguirem o que querem por exaustão.

Se o alvo deles for ferir alguém, em geral eles são muito bem sucedidos.  E, ainda saem como "os bonzinhos" da história.   Funciona mais ou menos assim: esses manipuladores começam a repetir fatos e atos (verdadeiros ou não) dando ênfase ao negativo e repetem, repetem, repetem... se colocam como vítimas e repetem, repetem, repetem...  De tal forma que manipula e ludibria outras pessoas a desgostarem daquela que é o seu alvo e essas pessoas que foram manipuladas começam a agir visando a atingir negativamente, fazendo todo o "trabalho sujo" e potencializando os impactos na pessoa – isso basicamente é o que chamamos de Bullying atualmente.

Confesso a vocês que estive envolvida em uma situação dessas e é muito difícil, ou melhor, quase impossível sair dessa situação sem deixar marcas em todos os lados.

O que fazer?

Ainda estou tentando descobrir.   Algumas sugestões:

  • Não deixe que o que está sendo falado e repetido de você provoque a  sua ira.  Controle-se.  Apenas ouça e se possível e for realmente importante coloque cautelosamente o seu ponto de vista.   No meu caso eu preferi me calar.
  • Se afaste do ator principal da manipulação psicológica, se posicione firmemente e sem embates.
  • Busque estar com pessoas que não critiquem o seu afastamento e posicionamento.
  • Não fale mal dessa pessoa em hipótese alguma.  Isso enfraquecerá apenas a você.
  • Se possível faça elogios ao manipulador - fale algo que é verdadeiro e perceptível a todos, faça dar eco, ou seja faça o contrário dela.
  • Se for possível converse com ela e explique que apesar de incomoda, essa situação não fará você mudar sua decisão.

 

4. Bajuladores

Não estamos falando de elogios genuínos, mas de pessoas que são lisonjeadores apenas para se favorecerem.

O que fazer?

Agradeça, esteja atento e se for o caso posicione-se que não cederá.

 

5. Mentirosos e Dramáticos

Manipuladores são muito inteligentes.

Se questionados ou confrontados irão chorar lágrimas de crocodilo, apenas para mais uma vez, se esquivarem e fazer você se sentir muito mal.   Irão dar a impressão de serem 100% honestos quando na verdade estarão apenas dizendo meias verdades, pois esconderam informações para ter controle sobre você e/ou dar ênfase no ponto que lhe interessa.

Alguns são sim mentirosos conscientes.   Mentem para se dar bem.

O que fazer?

Não aceite qualquer justificativa para uma mentira. Mostre que sabe de toda a verdade.   Não compre as lágrimas.  Informe que você é imune ao choro e que sob circunstância alguma compactua com qualquer espécie de comportamento antiético como a mentira.

 

6. Apeladores 

Sim muitas vezes os manipuladores irão apelar de forma agressiva, suja e até descabida.   Fazendo uso de quaisquer argumentos para que você se adeque as suas exigências, e que você se comporte de modo que eles exigem que você o faça, exercendo assim domínio e controle sobre você.

Sim, irão apelar para religião, costumes, bom senso, família, autoridade, dentre outros!

O que fazer?

Informe que você tem discernimento suficiente para saber o que é bom e correto para si mesmo e que está imune ao criticismo e julgamento alheio.

Não tente negociar com um manipulador, pois ele definitivamente não quer encontrar uma opção onde ambos ou mais pessoas ganhem, apenas ele. Uma tática de manipulação emocional comum é o de apresentar uma falsa escolha entre duas alternativas, sendo que nenhuma delas é uma opção que você escolheria por conta própria.    Exemplo: "- Você quer vestir a camiseta branca ou a amarela?" Quando na verdade você escolheria a preta.

 

As Chaves Contra a Manipulação: Remediando a Situação

Consciência: quando você percebe que está sendo manipulado, você automaticamente saberá como reagir, sem bater de frente, sem se estressar e sem ceder.

Autoestima: a manipulação só ocorre quando afeta suas emoções, suas crenças e o seu ego.  A autoestima fortalece e eleva a autoconfiança.  O maior veneno contra um manipulador é ele perceber que não tem efeito sobre você!    Para isso você precisa ter uma autoestima muito boa.

Desmascare o manipulador: a maneira mais eficaz para lidar com a manipulação é dizer ao manipulador "parece que você está tentando me manipular, porque está fazendo x, y e z ".   Vai ser muito difícil para ele continuar tentando manipular você depois disso.   Porém, cabe lembrar que mesmo nessa situação o manipulador vai utilizar alguns dos artifícios que abordamos anteriormente e a situação poderá ficar bem crítica.   Por isso, toda cautela ainda é pouco.  Em alguns caso o melhor é simplesmente não entrar no jogo: apenas observe. Demonstre que percebe a manipulação, controle-se e mantenha uma distância psicológica que lhe garanta sobriedade.

Aprenda a identificar o comportamento de pessoas manipuladoras.  Lembre-se elas são boas no que fazem: controle sobre todos - inclusive você.

Você não precisa tolerar a ação dos manipuladores na sua vida.  

Ignore o comportamento de um manipulador e se recuse a deixá-lo afetar as suas próprias decisões, apenas assim você consegue reduzir o seu poder.

Tudo isso tem me ajudado muito nos últimos dois anos a superar algumas situações.   Espero que ajude a vocês também.

 

(fonte: psiconlinews, estudos diversos online e offline, com adaptações)